Guia dos pais para o ChatGPT

O ChatGPT é, sem dúvida, a maior história tecnológica do ano. Criou um debate nas escolas e universidades, fez história por ser a aplicação com o crescimento mais rápido de todos os tempos e até levou a Google a emitir um código vermelho! Mas se ainda não ouviu nada sobre o assunto ou se ainda não conseguiu perceber o que se passa, então continue a ler! 

Então, o que é o ChatGPT?

O ChatGPT é um programa de software online que utiliza uma nova forma de inteligência artificial (inteligência artificial generativa) para fornecer respostas – ao estilo humano – a uma vasta gama de pedidos. E deixe-me assegurar-lhe que as suas respostas são muito menos robóticas e muito mais astutas do que as anteriores através de inteligência artificial. Quer precise de formular uma receita, escrever poesia, receber sugestões para a sua próxima festa ou traduzir um texto, o ChatGPT pode ajudar. Pense nele como o Google, mas com esteróides. No entanto, em vez de o sobrecarregar com milhares de resultados de pesquisa, resume-os numa forma de conversação.

Foi desenvolvido pela OpenAI, uma empresa de São Francisco, co-fundada por Elon Musk e Sam Altman em 2015. Como todas as novas empresas em fase de arranque, também conta com uma série de investidores, mas a Microsoft é, sem dúvida, o maior. Quando pedi ao ChatGPT para se descrever, respondeu-me:

O ChatGPT é um modelo de IA de conversação desenvolvido pela OpenAI. Baseia-se na arquitetura GPT-3 (Generative Pre-trained Transformer 3), que é um dos maiores e mais avançados modelos de linguagem existentes. O modelo foi treinado num corpus massivo de dados de texto da Internet, permitindo-lhe gerar respostas semelhantes às humanas para uma vasta gama de tópicos e perguntas. Pode ser utilizado para alimentar várias aplicações, como chatbots, tradução de idiomas, geração de conteúdos e muito mais.

Deixe-me simplificar: o ChatGPT utiliza inteligência artificial generativa para fornecer conteúdos de “estilo humano”, tradução de línguas, capacidade de resumo e resultados de motores de busca em segundos. Pode resolver questões de matemática, escrever piadas, desenvolver um currículo e uma carta de apresentação, escrever código e até ajudá-lo a preparar-se para uma entrevista de emprego.

Como é que funciona?

O ChatGPT é alimentado por um modelo de linguagem de grande dimensão, ou LLM, o que significa que está programado para compreender a linguagem humana e criar respostas com base em grandes quantidades de dados. Tem a capacidade de recordar ou “registar” o contexto da mensagem anterior de um utilizador e utilizá-lo para criar respostas mais tarde na conversa, dando-lhe uma sensação humana.

Qual é a sua popularidade?

Apenas cinco dias após o seu lançamento, o Chap GPT tinha registado 1 milhão de utilizadores, de acordo com um tweet do cofundador da OpenAI, Sam Altman. Em apenas dois meses, acumulou uns impressionantes 100 milhões de utilizadores activos mensais, o que a tornou na aplicação com o crescimento mais rápido da história. E só para lhe dar algum contexto, o TikTok demorou nove meses a atingir 100 milhões de utilizadores e o Instagram dois anos e meio.

Sem dúvida, as principais razões para a sua popularidade são a facilidade de acesso e o seu âmbito de aplicação aparentemente infinito. É muito fácil de utilizar: depois de criar uma conta, é tão simples como escrever o seu pedido ou pergunta na caixa de texto. E não é exigida uma idade mínima para os utilizadores, ao contrário de muitas outras plataformas de redes sociais. E como pode ajudar em qualquer assunto, desde escrever um dossier jurídico a responder a perguntas ou a fazer companhia, em quase 100 línguas, qualquer pessoa poderia facilmente encontrar uma forma de o utilizar no nosso dia a dia.

Alguns especialistas acreditam que o momento exato do surgimento do ChatGPT é outra razão para o seu sucesso. É do conhecimento geral que o período do Renascimento se seguiu à Peste Negra no século XIV, pelo que o ChatGPT pode ter chegado numa altura da história em que há um ressurgimento da criatividade após dois ou três anos muito longos e difíceis de viver com a Covid.

Quanto custa?

O ChatGPT continua a ser um serviço gratuito, mas recentemente introduziu uma versão premium chamada ChatGPT Plus. Por US$ 20 por mês, os utilizadores terão acesso ao chatbot mesmo quando a procura é elevada, com uma velocidade de resposta mais rápida. O acesso prioritário às novas funcionalidades será igualmente disponibilizado aos novos utilizadores. Embora nunca tenha tido problemas em aceder ao ChatGPT, mesmo nas horas de ponta, os meus amigos nos EUA tiveram de investir na inscrição paga, caso contrário têm de esperar até tarde da noite para verem as suas perguntas respondidas!

Tem algum concorrente?

A Microsoft anunciou recentemente que irá incorporar algumas das funcionalidades do ChatGPT nos seus motores de busca Bing e Edge, mas que irá utilizar um modelo OpenAI de última geração que é mais poderoso do que o ChatGPT. Se é cliente da Microsoft, fique atento à sua caixa de correio eletrónico para receber um convite!

A Google acaba de apresentar a sua oferta. Chamado Bard, é semelhante ao ChatGPT, mas a maior diferença é que usará informações actuais da web, enquanto as fontes de dados do ChatGPT são de setembro de 2021. Saibam que confirmei isso com a minha fonte do ChatGPT!!! O Bard está pronto para ser utilizado desde o final de fevereiro de 2023. Curiosamente, a Google foi de facto a primeira a adotar a IA conversacional através do lançamento do Lamda (modelo de linguagem para aplicações de diálogo) em 2021, mas não lançou uma versão para o consumidor, o que deixou um grande espaço para o ChatGPT ser a primeira oferta na corrida do consumidor.

Como pai, com o que é que me devo preocupar?

Não há dúvida de que o ChatGPT ajudará a alimentar uma mente curiosa e será uma forma cativante de passar o tempo online para crianças curiosas. No entanto, há algumas coisas que nós, pais, precisamos de ter em atenção para garantir que os nossos filhos ficam o mais seguros possível.

1. Quando o ChatGPT pode fazer suas tarefas escolares

Sem dúvida que usar o ChatGPT para escrever o seu ensaio, resolver um problema de matemática ou traduzir a sua tarefa de francês, tem sido a maior preocupação das escolas, universidades e pais. Algumas escolas já proibiram a utilização do ChatGPT, enquanto outras estão a reescrever os planos de estudo para evitar tarefas que possam ser realizadas pelo ChatGPT.

No entanto, parece que estas preocupações podem ser geridas com o lançamento de um novo software que deteta trabalhos produzidos pelo ChatGPT. A Universidade de Stanford acaba de lançar o DetectGPT, que ajudará os professores a detetar tarefas criadas com o chatbot ChatGPT ou outros modelos de linguagem de grande dimensão (LLM) semelhantes. O ChatGPT também lançou a sua própria ferramenta de deteção de software ChatGPT. No entanto, refere-se a ela como “imperfeita”.

O que fazer: alguns especialistas acreditam que temos de trabalhar com o ChatGPT e que, de facto, pode ser uma ferramenta de ensino poderosa, se for aceite e utilizada de forma sensata. Independentemente da sua opinião sobre este assunto, sugiro que trabalhe em estreita colaboração com a escola do seu filho para perceber qual é a política da escola em relação à sua utilização e que incentive os seus filhos a segui-la em conformidade.

2. Conteúdo inapropriado

Embora o ChatGPT afirme que a sua intenção é “gerar respostas apropriadas e informativas”, não há garantias de que isso aconteça sempre. Passei um tempo considerável a tentar apanhá-lo e tenho o prazer de informar que não consegui. Parece que há certos tópicos de que se afasta, com um bom conjunto de limites sobre as perguntas a que não deve responder ou os assuntos sobre os quais não deve ter conteúdo, mas não confie totalmente neles!

O que fazer: se tiver dúvidas, certifique-se de que o seu filho está sob supervisão quando utiliza o ChatGPT.

3. O ChatGPT nem sempre acerta

Embora o QI e o alcance do ChatGPT pareçam ilimitados, ele não é perfeito. Não só houve relatos de que estava realmente incorreto ao criar conteúdos, como as suas fontes de dados só estão atualizadas em setembro de 2021.

O que fazer: verifique a exatidão dos conteúdos que cria, mas oriente o seu filho para uma fonte fiável e segura para projetos de investigação.

E o meu último conselho: se ainda não utilizou o ChatGPT, prepare uma chávena de chá e o experimente. Como tudo no mundo online, precisa de compreender como funciona se quiser ajudar os seus filhos a manterem-se seguros. E se não tem a certeza do que lhe pedir: porque não uma receita para o jantar? Basta introduzir na caixa de texto o que pode encontrar no seu frigorífico e, em segundos, terá uma receita!

Bom apetite!

Alex

FacebookLinkedInTwitterEmailCopy Link

Mantenha-se atualizado

Siga-nos para se manter atualizado sobre a McAfee e ficar por dentro das mais recentes ameaças à segurança móvel e do consumidor.

FacebookTwitterInstagramLinkedINYouTubeRSS

Mais De Segurança familiar

Back to top