Relatórios do McAfee Labs sobre ameaças

Insights sobre malware, ransomware e outras ameaças de segurança cibernética da equipe de pesquisa de ameaças da McAfee

Relatório do McAfee Labs sobre ameaças: Junho de 2018

Apesar da queda de 31% nas ocorrências de malware novo, os malfeitores fizeram neste trimestre aquilo que fazem de melhor: evoluíram suas tecnologias e usaram novas táticas para sobrepujar as defesas de seus alvos.

Algumas de nossas descobertas recentes incluem:

  • A ressurgência do cryptojacking: Os novos exemplares de malware de mineração de moedas dispararam 1.189% no primeiro trimestre, e o Lazarus está de volta com campanhas identificando alvos que usam o software de bitcoin.
  • Operação GhostSecret: Revelada pela McAfee em março, essa campanha global de reconhecimento que visava vários setores poderia ter levado a ataques maiores e mais maliciosos em um futuro próximo.
  • LNK avança, PowerShell recua: Os novos ataques visando a exploração de recursos LNK saltaram 59%, enquanto os novos ataques de PowerShell caíram consideravelmente.
Leia o relatórioVeja o infográfico

Blog do McAfee Labs

Relatórios arquivados

Neste trimestre, os criminosos cibernéticos empregaram novas ferramentas e técnicas, o malware PowerShell cresceu 267% e os incidentes relatados no setor de assistência médica cresceram 211%.

Leia o relatório >
Veja o infográfico >

Neste trimestre, o malware novo subiu 10%, chegando a 57,6 milhões de novas amostras. Trata-se de um aumento de 60% em malware novo para dispositivos móveis, devido ao ransomware para Android, com 263 incidentes globais relatados.

Leia o relatório >
Veja o infográfico >

Neste trimestre, analisamos os ataques recentes do WannaCry e do Petya, recomendamos o uso de certos tipos de indicadores de comprometimento na caça por ameaças e exploramos o malware baseado em scripts.

Leia o relatório >
Veja o infográfico >

Neste trimestre, examinamos técnicas de evasão e como os autores de malware as usam, exploramos a esteganografia digital e examinamos o Fareit. Esse malware que rouba senhas provavelmente foi usado na violação do Comitê Nacional Democrata antes da eleição presidencial de 2016 nos EUA.

Leia o relatório >
Veja o infográfico >