Loading...

Proteger a sua privacidade com uma VPN

Embora ache que as suas atividades na Internet são privadas, agora sabemos que isso não é verdade. Os fornecedores de serviço da Internet (ISPs) geralmente monitorizam e armazenam informações sobre o que fazemos e onde vamos online. É assim que apresentam anúncios personalizados sobre as suas pesquisas. Como pode proteger a sua privacidade?

O que é uma VPN?


Utilizar uma VPN (rede privada virtual) é uma forma de proteger a sua privacidade online e manter as suas informações em segurança dos hackers, fornecedores de serviços de Internet e terceiros.

Uma VPN permite que o utilizador navegue e aceda com segurança aos dados pessoais através das redes públicas. Assim como uma firewall protege os dados no seu computador, uma VPN protege a sua atividade ao encriptar (ou misturar) os seus dados quando estabelece ligação à Internet a partir de uma localização remota ou pública. Uma VPN permite ocultar a sua localização, endereço IP e atividade online. 

Benefícios de uma VPN

Uma VPN pode ajudar a manter as suas informações privadas de hackers e empresas cujos Web sites visita. Quando utiliza uma VPN, a sua atividade de navegação, palavras-passe, mensagens de correio eletrónico e outros dados aparecem como ininteligíveis a quem tentar aceder. Além de travar os cibercriminosos, também trava as empresas que estão a tentar partilhar os hábitos de navegação e outros dados com terceiros.

Necessito de uma VPN?

 

Se gosta de levar o portátil ou dispositivo móvel para a biblioteca ou café, possívelmente a ligação é através do Wi-Fi público. O problema é que muitas redes Wi-Fi públicas gratuitas não estão protegidas. Significa que um hacker pode intercetar facilmente as informações que envia pela rede pública, incluindo as suas palavras-passe e informações bancárias. Mas, se utilizar uma VPN pessoal, poderá ligar-se com segurança sempre que estiver fora de casa.

Necessito de uma VPN enquanto viajo?

 

Viajar significa frequentemente estar rodeado de (e ligar-se a) redes Wi-Fi não familiares. Esta vulnerabilidade faz com que seja especialmente importante ter uma solução de segurança inteligente para todos os seus dispositivos. Se costuma passar muito tempo a navegar ou a trabalhar no seu dispositivo enquanto viaja, transfira aplicações de segurança (incluindo uma VPN) que protegem os seus dispositivos.

Se for viajar para cidades onde os furtos são comuns (ou se é apenas uma pessoa esquecida), muitas das aplicações de segurança também oferecem proteção contra roubo. Esta funcionalidade permite ao utilizador fazer cópia de segurança, bloquear e limpar o dispositivo remotamente, caso o telefone seja roubado.

Como escolho um fornecedor de VPN? 

Ao selecionar um fornecedor de VPN, pense nos seguintes critérios:  

  • Facilidade de utilização - pretende uma tecnologia segura, sem precisar ser um especialista em tecnologia para a utilizar. É por isso que deve pensar num produto que seja fácil de implementar, como a aplicação McAfee®  Safe Connect  VPN, que permite uma ligação segura e fácil, garantindo que as palavras-passe e dados permanecem privados ao utilizar as redes públicas. 

  • Segurança robusta - procure uma VPN com encriptação de nível bancário. Desta forma, ninguém pode ler ou aceder a informações privadas que envia através da rede. 

  • O acesso a localizações virtuais - esta funcionalidade ajuda a ganhar ainda mais anonimato online, utilizando um servidor VPN que mostra uma localização diferente do seu ponto de acesso. Por exemplo, pode estar online nos Estados Unidos, mas o seu servidor de VPN pode mostrar que está ligado em França.  

Quais as outras formas para me proteger de hackers?

Utilizar uma VPN já é um bom começo, mas não é a única forma de se proteger de hackers online. Experimente estas sugestões para ajudar a manter seguros os seus dados e dispositivos:

  • Escolha Wi-Fi protegido por palavra-passe. Ao liga-se ao Wi-Fi, escolha redes com palavras-passe WPA ou WP2 para acesso protegido. Se a rede não exigir uma palavra-passe, a ligação poderá estar aberta a hackers e outras ameaças.

  • Procure o ícone do cadeado. Verifique se as páginas da Web que visita estão encriptadas em “HTTPS” sempre que possível e contêm um ícone de cadeado na barra de endereço. Pode fazê-lo observando o início do URL que está a aceder - se o URL começar com "HTTP", termine sessão - principalmente se estiver a trabalhar num assunto confidencial.

  • Tenha em atenção os sinais de aviso. Os avisos SSL e TLS são as mensagens que aparecem no seu browser quando encontra uma ligação insegura - e é provável que tenha clicado na notificação sem pensar duas vezes. Para a próxima, demore algum tempo para pensar sobre o que está a aceitar antes de avançar para além das notificações, porque pode significar que está a colocar os seus dispositivos e dados em perigo.

  • Não configure e esqueça. Não configure o dispositivo para se ligar automaticamente a redes Wi-Fi, especialmente a redes públicas. Em vez disso, certifique-se de que os computadores portáteis, tablets ou smartphones “esquecerão” determinadas redes quando se desliga e que só serão ligados novamente quando optar por fazê-lo manualmente. 

Ao seguir estas sugestões e utilizar um fornecedor de VPN fidedigno, estará no bom caminho para proteger os seus dados e dispositivos de hackers, ISPs e terceiros que tentam lucrar com a sua falta de privacidade.