Você acha que seu celular foi hackeado — Saiba o que fazer

By on Dec 15, 2019

Uma pesquisa recente revelou que os consumidores checam seus celulares em média 52 vezes por dia1, o que não é surpreendente, visto que usamos esses aparelhos para quase tudo: fazer compras, usar redes sociais, acessar sistemas de bancos e até autenticar nossas identidades. Assim, desconfiar que alguém possa ter hackeado seu celular pode ser muito assustador. 

Para cibercriminosos, todas essas informações sobrepagamentos e identidade pode parecer um tesouro. Nesse contexto, nossos dispositivos se tornam alvos de ataques progressivamente mais sofisticados. Aplicativos de risco, mensagens maliciosas de texto e chamadas telefônicas suspeitas – é preciso se proteger contra várias ameaças. 

Para manter seu dispositivo seguro, preste atenção nas seguintes coisas: 

Sinais de que seu dispositivo foi hackeado 

  1. Chamadas, mensagens ou aplicativos desconhecidos: Se aplicativos desconhecidos surgirem em seu celular ou você receber mensagens ou chamadas estranhas, esses são sinais de que seu dispositivo pode estar comprometido. Se hackers obtiverem controle de seu dispositivo, algumas coisas começarão a parecer fora do normal. Os hackers costumam encontrar brechas na segurança de dispositivos para carregar arquivos maliciosos ou acessar suas informações pessoais. Não deixe para lá caso apareçam mudanças que você não lembra ter feito.
     
  2. Compras desenfreadas desconhecidas: Você começou a receber faturas ou alertas de pedidos on-line que desconhece? Se hackers obtiveram acesso a seu celular, provavelmente tiveram também acesso a todas as suas informações de pagamento. Fique de olho nas transações bancárias e de cartão de crédito, bem como na conta de seu telefone celular, pois, assim, é possível detectar fraudes o mais cedo possível.
     
  3. Celular estranhamente quente: Se, repentinamente, seu dispositivo não conseguir manter a carga, pode haver algum malware em execução em segundo plano. Talvez você saiba quanto tempo seu dispositivo leva para descarregar completamente de acordo com os aplicativos que estejam em execução. Caso a bateria esteja acabando mais rápido do que o normal, isso pode ser um sinal de que alguém obteve acesso a seu celular. Do mesmo modo, se seu dispositivo móvel estiver mais quente ao toque do que o normal, isso também pode ser um sinal de que está infectado com um malware, pois o programa fica constantemente em execução em segundo plano.
     
  4.  Pop-Ups por todos os lados: Se seu celular for bombardeado por pop-ups, há uma boa chance de que tenha sido infectado com um tipo de malware que fica oculto e exibe anúncios chamado “adware”. Alguns tipos de adware são capazes até mesmo de monitorar seu comportamento on-line para direcionar anúncios.
     
  5. Celular sem sinal: Há um tiponovo e assustador de ataque chamado “toca de chip SIM”, em que o cibercriminoso entra em contato com a operadora de celular para transferir seu número e conta para um dispositivo em posse do hacker. Para isso, é necessário ter alguma informação sobre sua identidade, provavelmente obtida por meio de outro ataque on-line ou simplesmente retirada de um perfil nas redes sociais. Com esse nível de controle, o hacker pode alterar as senhas de acesso à sua conta de e-mail, a seu internet banking, entre outros. Além disso, como transferiram seu celular para o dispositivo em posse deles, você pode ficar sem sinal. 

Como evitar um ataque de hackers:   

  1. Execute um software antivírus para dispositivo móvel: Proteja seu dispositivo de dentro para fora com um software de segurança completo. O McAfee Mobile Security, gratuito tanto para Android quanto iOS, ajuda a proteger seu dispositivo e os dados contidos nele contra ataques de hackers. 
     
  2. Faça download apenas de aplicativos de lojas oficiais: Várias das ameaças que encontramos vêm de aplicativos maliciosos, cujo download gratuito foi feito fora das lojas oficiais. É sempre mais seguro fazer download de aplicativos com boas avaliações em lojas oficiais.
     
  3. Tenha cuidado ao navegar em conexões Wi-Fi públicas: Conexões Wi-Fi que prometem acesso gratuito à internet podem servir de isca para atrair usuários de telefones celulares. Todos nós já nos encontramos em situações em que precisávamos urgentemente de acesso à internet. Todavia, sempre tenha critério ao se conectar, pois cibercriminosos podem obter acesso a suas informações pessoais caso a rede não seja segura.Melhor ainda: use umVPN como solução to para manter sua conexão segura.
     
  4. Mantenha seu celular atualizado: Os sistemas operacionais de dispositivos móveis são atualizados regularmente a fim de aprimorar a segurança. Pode parecer uma perda de tempo, mas as repercussões de ignorar uma atualização podem, em última instância, ser mais demoradas do que os poucos minutos necessários para atualizar e reinicializar seu dispositivo.
     
  5. Verifique regularmente suas faturas de cartão de crédito:Nós sabemos: ninguém gosta de verificar faturas de cartão, mas é um fato da vida que não podemos ignorar. Caso você note a existência de pagamentos suspeitos no seu cartão, entre em contato com a operadora imediatamente..
     
  6. Use a autenticação de vários fatores: Habilite a autenticação de vários passos em todas suas contas que a ofereçam, especialmente para serviços bancários. Esse processo exige mais de uma etapa, como inserir uma senha, a fim de verificar sua identidade. A etapa extra pode incluir um código enviado a seu celular ou um processo de reconhecimento facial. Assim, mesmo se seu celular estiver comprometido, o criminoso não será capaz de ter acesso a todas as suas contas com uma simples senha.
     

Quer ver mais dicas e tendências de segurança para dispositivos móveis? Siga @McAfee_Home no Twitter e curta nossa página no Facebook. 

About the Author

McAfee

McAfee is the device-to-cloud cybersecurity company. Inspired by the power of working together, McAfee creates business and consumer solutions that make our world a safer place. Take a look at our latest blogs.

Read more posts from McAfee

Categories: Consumer, Português

Subscribe to McAfee Securing Tomorrow Blogs