7 dicas de segurança para a educação no mundo digital

By on Aug 02, 2021

Muitos alunos estão voltando às aulas em tempo integral. No entanto, assim como os escritórios permitem o trabalho remoto, as escolas estão criando ambientes de aprendizagem híbridos. Embora isso possa indicar o fim de imprevistos de viagem, também criou um novo estilo de aprendizagem mais flexível, que depende de computadores, conectividade on-line e aplicativos para conectar alunos a professores e recursos de aprendizagem. Além de ser uma tendência que apresenta riscos, conforme evidenciado pelos mais de 900 incidentes de cibersegurança, incluindo violações de dados pessoais, desde 2016, de acordo com o K-12 Cybersecurity Resource Center. Esse novo estilo de aprendizagem traz muitas implicações para a segurança cibernética, que discutiremos a seguir, assim como maneiras de proteger alunos de todas as idades.

Dicas de segurança digital para escolas 

  1. Definir as diretrizes de câmera. 

Câmeras e softwares de videoconferência se tornaram parte fundamental da experiência de aprendizado on-line. Nos primeiros dias de 2020, observamos problemas sérios, como invasões de chamadas de Zoom, compartilhamento não intencional e outros menos graves, como pessoas aprendendo a usar fundos falsos com consequências hilárias. E embora muitas dessas questões tenham sido resolvidas, a privacidade de alunos on-line está sempre em risco quando usam uma câmera.

Alunos mais novos:

  • Converse com seu filho e seus professores para descobrir os horários mais adequados para usar a câmera. Quando não estiver usando a câmera em seu dispositivo, ensine seu filho como cobri-la para garantir sua privacidade. Muitos laptops novos vêm com um botão manual que permite que a câmera seja coberta.

 

Alunos mais velhos:

  • Os adolescentes têm mais autonomia, e os aplicativos são provavelmente parte importante de sua vida social e aprendizagem. É por isso que é uma ótima ideia lembrar os adolescentes de nunca aceitar bate-papos com vídeo, compartilhamentos de tela, mensagens instantâneas, chamadas telefônicas ou arquivos de estranhos, mesmo se estiverem em um aplicativo com o qual eles estão familiarizados.
  1. Use ferramentas que protejam seu filho enquanto ele aprende on-line. 

Alunos mais novos:

  • Controle dos pais – Um bom pacote de controle dos pais permite restringir o acesso a determinados sites, assim como definir limites de tempo de tela e monitorar a atividade nos dispositivos de seus filhos. A McAfee oferece controle dos pais com o McAfee Safe Family.
  • Versões para pais de aplicativos de aprendizagem – O aplicativo usado para ensinar uma sala de aula on-line pode oferecer uma versão para pais. Geralmente, o aplicativo é uma versão mais simples do aplicativo de seu filho, mas permite que você se familiarize com o software e pode até mesmo oferecer algumas configurações de privacidade.

Alunos mais velhos:

  • VPN – Esta é uma ferramenta poderosa para proteger sua privacidade on-line. Ensine seus filhos adolescentes a criar uma conexão segura com a internet usando uma VPN (rede privada virtual) sempre que fizerem login, para ocultar suas atividades e detalhes de conexão de olhares indiscretos. A VPN da McAfee usa criptografia de nível bancário para manter suas informações confidenciais em segurança.
  1. Invista com sabedoria nas ferramentas de aprendizagem de seu filho. 

O portal de criança ou adolescente para a sala de aula on-line é um investimento importante. Afinal, é importante que eles sejam capazes de se conectar com segurança, comunicar-se facilmente e lidar com qualquer tipo de trabalho on-line. Dependendo da idade do seu filho, esse dispositivo também precisa ser à prova de bombas. Não se preocupe, alguns especialistas já resolveram isso para você com esta lista de computadores para alunos on-line.

  1. Reconheça que algumas informações devem permanecer privadas o tempo todo. 

Muitos aplicativos estão sendo usados para facilitar o aprendizado on-line. É provável que os alunos tenham que se registrar, fazer login e fornecer uma identificação. Independente da idade, veja aqui o que NÃO fornecer.

  • Não se inscreva com um endereço de e-mail pessoal. As escolas devem fornecer um endereço de e-mail ou nome de usuário e senha.
  • Não coloque muitas informações pessoais no perfil do aplicativo. Mantenha a localização, número de telefone e datas de nascimento em sigilo, se possível.
  • Certifique-se de que seu aluno sempre mantenha privadas suas informações de login para aplicativos educacionais e que não compartilhe suas contas com ninguém, incluindo colegas de classe.
  1. A aprendizagem on-line pode ser um assunto de família. 

Alunos mais novos:

  • Crie um espaço de trabalho on-line que seja silencioso o suficiente para seu filho fazer o dever de casa, mas também um lugar que possa ser facilmente verificado por você e outros adultos na vida de seu filho.

Alunos mais velhos:

  • Adolescentes devem esperar que os adultos estejam por perto e observando suas atividades on-line, estejam eles aprendendo ou conversando com amigos. Você pode modelar isso com seu próprio comportamento, usando dispositivos abertamente e praticando bons hábitos de segurança.
  1. Ensine o conceito de cidadania digital. 

Quando os alunos estão aprendendo presencialmente, o conceito de bom cidadão é reforçado na sala de aula e no recreio. On-line, como os alunos usam fóruns, chats e até mesmo redes sociais para se comunicar, o conceito de cidadania digital é muito importante.

  • Converse com seu filho e adolescente sobre o que você espera da conduta deles on-line. Monitore os aplicativos que eles usam para estudar e certifique-se de que eles saibam o que é apropriado escrever neles. Afinal, essas mensagens podem ser visíveis para os administradores da escola ou até mesmo para os funcionários da faculdade. Ajude-os a entender que criar um espaço seguro para aprender exige o esforço de todos, não apenas dos professores.
  1. No admirável mundo novo do aprendizado on-line, as pausas off-line são mais importantes do que nunca. 

Escolas primárias têm recreio e escolas secundárias têm intervalos para o almoço por um motivo importante. Isso dá às crianças tempo para se afastarem dos livros, esticarem as pernas e refrescarem a cabeça. O mesmo conceito se aplica ao aprendizado on-line.

Alunos mais novos:

  • Faça uma pausa a cada 30 minutos, pelo menos, para se alongar e caminhar.

Alunos mais velhos:

  • Um adolescente pode ter um período de atenção maior, mas os intervalos ainda são importantes, e é importante que eles não passem os intervalos na frente de outra tela.

Mais recursos para melhorar o bem-estar digital durante a aprendizagem on-line. 

Para obter informações mais abrangentes sobre qualquer uma das recomendações acima, visite estes recursos.

Recursos para pais

Recursos para todas as idades

 

Mantenha-se atualizado

Para se manter atualizado sobre todos os produtos da McAfee e ficar antenado sobre as mais recentes ameaças à segurança do consumidor e dos dispositivos móveis, siga @McAfee_Home no Twitter, assine nosso Boletim, ouça nosso podcast Hackable? e curta nossa página no Facebook.

 

 

About the Author

McAfee

McAfee is the device-to-cloud cybersecurity company. Inspired by the power of working together, McAfee creates business and consumer solutions that make our world a safer place. Take a look at our latest blogs.

Read more posts from McAfee

Similar Blogs

Subscribe to McAfee Securing Tomorrow Blogs