Loading...

Controle dos pais

6 perguntas a serem feitas sobre a segurança online do seu filho

O que é o Controle dos pais?


O controle dos pais é uma ferramenta que permite aos pais gerenciar o uso da Internet por seus filhos. O Controle dos pais vem em várias formas e tamanhos, mas podem incluir recursos como filtragem de conteúdo e site, gerenciamento de tempo de tela e muito mais.

Alguns dos dispositivos, aplicativos e sites favoritos de seu filho possuem controle dos pais, mas é importante aprender tudo o que podem fazer para ver se você precisa de uma solução mais robusta. Mas primeiramente, é importante pensar na idade e no nível de maturidade do seu filho para ajudá-lo a decidir o que ele deve ou não acessar. 

Por que a segurança da Internet para crianças é importante?

 

Quando se trata de segurança online para crianças, você pode estar se perguntando se não há problema em permitir que seu filho tenha acesso à Internet. Mas as estatísticas são inegáveis: de acordo com o Pew Research Center, crianças de 8 a 12 anos passam cerca de seis horas online todos os dias, enquanto que adolescentes passam uma média de 9 horas online todos os dias. E mesmo que você restrinja o acesso em casa, seus filhos certamente usarão a Internet na escola ou na casa de amigos.

Com tantas maneiras de seu filho acessar a Internet, é importante fazer as seguintes perguntas para ajudar seu filho a navegar com segurança neste admirável mundo novo.

Com que idade uma criança deve ter acesso à Internet?

 

Antes de prosseguir, determine se seu filho está pronto para entrar na Internet. Não há nenhum número mágico para determinar em que idade o seu filho estará pronto para a internet, mas de acordo com Child Trends, 41% das crianças entre 3 e 5 anos e 57% das crianças entre 6 e 11 anos usam a Internet em casa. E mesmo que você restrinja o acesso em casa, quando eles chegarem ao jardim de infância, eles provavelmente começarão a acessá-la na escola.

Mas o fato de seu filho poder acessar a Internet, isso não significa que ele precisa acessar a Internet inteira. É importante pesquisar aplicativos e sites apropriados para idades específicas para entender quando seu filho pode estar pronto para usá-los e avaliar se ele é maduro o suficiente para fazê-lo.

Felizmente, muitos sites e aplicativos, principalmente sites de redes sociais, têm restrições de idade que podem ajudar a orientá-lo. Facebook, Instagram, Tik Tok e YouTube exigem que os usuários tenham pelo menos 13 anos de idade. Mas estas são apenas diretrizes: cabe a você, como pai, determinar se seu filho de 13 anos está pronto para acessar esses aplicativos e sites.

Se você decidir que seu filho está pronto para configurar contas e aplicativos, ou se estiver pronto para um telefone ou dispositivo próprio, existem algumas maneiras de ajudar a mantê-lo em segurança.

Como mantenho meu filho seguro na Internet?

 

Às vezes, mesmo com as melhores intenções, as crianças podem acabar acessando sites e conteúdo perigosos sem querer, então é importante configurar a segurança online para crianças com algumas ferramentas gratuitas em alguns dos sites, aplicativos e dispositivos favoritos de seu filho.

  • Controles parentais do iPhone: Restrinja certos conteúdos e aplicativos e defina os limites de tempo de tela. Se seu filho tiver um iPhone próprio, adicione o dispositivo dele à sua "família" com as configurações de Tempo de tela do telefone. A partir daí, mesmo se você compartilhar um dispositivo, poderá definir uma variedade de controles. 

  • Google Family Link (para dispositivos Android): Defina controles e limites de tempo de tela remotamente, a partir do seu dispositivo. Para começar, procure o Google Family no Google Play.

  • Modo de segurança do YouTube: Bloqueia conteúdo para adultos. Em qualquer página do YouTube, encontre o rodapé que lista suas configurações. Clique no botão "Modo restrito" para ativar ou desativar esse recurso. 

  • Google SafeSearch: Filtre conteúdo sexualmente explícito nos resultados de pesquisa do Google. Confira as configurações de pesquisa para configurá-lo ou ative-o para todos os usuários menores de 13 anos por meio do aplicativo Google Family Link. 

  • Configurações de privacidade para rede social: Mantenha atividades e informações restritas apenas aos amigos e controle quem pode segui-los. Confira as configurações de contas de rede social do seu filho para alterar quem pode encontrá-lo . 

Essas ferramentas não bloquearão todos os sites malicioso por aí, portanto, considere a busca de uma solução de controle dos pais adicional para melhorar a segurança online do seu filho.

O Controle dos pais é eficaz?

 

Se você está se fazendo essa pergunta, é importante saber que você não está sozinho. De acordo com um estudo de 2019 do Pew Research Center, 52% dos pais usam o controle dos pais para restringir o acesso a determinados sites.

E há uma boa razão para isso: quando usado em parceria e com a orientação dos pais, os controles dos pais podem ajudar a incentivar hábitos saudáveis online em seu filho e a proteger sua rede e dispositivos domésticos. Os controles dos pais podem não apenas limitar o tempo da tela e restringir o conteúdo explícito, mas também ajudar a impedir o cibercrime e o roubo de dados, afastando seu filho de comportamentos online arriscados que podem levar a violações.

É por isso que é uma boa ideia considerar a possibilidade de agrupar seu software de controle dos pais e segurança cibernética, para que eles possam trabalhar juntos para manter você e sua família seguros online. O McAfee® Total Protection vem com o McAfee® Safe Family, que oferece muitos dos controles dos pais de que falamos aqui, bem como um antivírus premiado para ajudar a proteger seus dispositivos e rede domésticos.

Mas mesmo com o aumento de sua proteção em casa, em algum momento, seu filho estará online em outro dispositivo ou rede, talvez com um de seus amigos, que não tenha o controle dos pais definido. É aí que entra a educação.

Como meu filho sobre a segurança na Internet para crianças?

A chave para o sucesso dos cuidados com filhos na era digital é manter conversas constantes com seus filhos e investir no ensino de dicas de segurança na Internet, com as dicas testadas e comprovadas abaixo: 

  • Não forneça nenhuma informação pessoal on-line antes de falar com seus pais, incluindo seu nome, endereço, número de telefone e muito mais.  

  • Não compartilhe suas senhas com ninguém, nem com amigos.  

  • Não diga nada online que você não diria pessoalmente a alguém e, se receber mensagens ou comentários maldosos, informe a seus pais.

  • Não faça upload de fotos ou baixe arquivos sem conversar com seus pais.  

  • Não fale com alguém que você não conhece online e não se encontre pessoalmente com ninguém que você conheceu online.  

  • Se você encontrar algo online que o deixa desconfortável, não esconda. Converse com seus pais sobre como você encontrou o conteúdo, como pode evitá-lo no futuro e faça qualquer pergunta que possa ter sobre o conteúdo.  

Em alguns casos, seus filhos podem saber mais sobre o curso online do que você, então, manter as linhas de comunicação abertas é importante. Quanto mais honesto você for, mais preparados eles estarão para falar sobre suas atividades online, permitindo que você os orientem para que tenham bons hábitos.