Como proteger sua identidade digital

Pessoas com menos de 60 anos estão perdendo o controle online. E com isso, quero dizer dinheiro – graças ao roubo de identidade digital.

Em sua forma mais simples, sua identidade digital é composta de uma série de coisas que podem ser rastreadas até você e quem você é. Isso pode variar de fotos que você publica online a contas de compras online, contas de e-mail, números de telefone e contas bancárias ao seu CPF.

Dessa forma, sua identidade digital é como milhares de peças de quebra-cabeça compostas por diferentes contas, números de identificação e assim por diante. Quando reunidos, esses elementos criam uma imagem de você. E é por isso que essas pequenas peças do quebra-cabeça de sua identidade são alvos tão atraentes para os hackers. Se eles obtiverem a combinação certa, você pode acabar sendo vítima de roubo ou fraude.  

Pessoas com menos de 60 anos são os principais alvos de fraude

O que está acontecendo é o seguinte: pessoas com menos de 60 anos têm duas vezes mais probabilidade de relatar que perderam dinheiro ao fazer compras online. O destaque também mostra que adultos com menos de 60 anos têm mais de quatro vezes mais probabilidade de relatar que perderam dinheiro em um golpe de investimento, e a maioria dessas perdas ocorreu em golpes que envolviam alguma forma de investimento em criptomoedas. E não é surpresa que os adultos mais jovens sejam visados dessa forma. Eles são muito mais propensos do que qualquer outra faixa etária a usar aplicativos móveis para fazer pagamentos, transferir dinheiro entre contas, depositar cheques e pagar contas.

Em resumo, há muito dinheiro circulando nas palmas de suas mãos graças aos seus telefones e computadores. Proteger-se contra hackers e fraudes significa proteger sua identidade digital.E isso pode parecer uma tarefa muito complicada, considerando todas as informações que sua identidade digital inclui.

No entanto, isso é possível se você pensar na sua identidade como um quebra-cabeça. Uma peça aqui, outra ali, pode completar o quadro (ou completá-lo apenas o suficiente) para dar ao hacker o que ele precisa para separar você do seu dinheiro.

Portanto, a maneira de se manter seguro é deixar essas peças do quebra-cabeça longe das mãos de outras pessoas.  

Seis maneiras para proteger sua identidade digital contra hackers e fraudes

Na verdade, não é tão difícil assim. Com alguns hábitos novos e alguns aplicativos para ajudá-lo, você pode se proteger das dores de cabeça causadas pelas fraudes. Veja uma lista de medidas simples que você pode começar a tomar imediatamente:

1. Comece com o básico: software de segurança

Proteja-se protegendo suas coisas. A instalação e o uso de software de segurança em seus computadores e telefones podem evitar todos os tipos de ataques e deixá-lo mais seguro enquanto você navega, faz transações bancárias e compras online. Devo enfatizar isso novamente: proteja seu telefone. Apenas cerca de metade das pessoas protege seus telefones, embora os utilizem para pedir carona, pedir comida, enviar dinheiro para amigos e muito mais. Ficar desprotegido em seu telefone significa que você está enviando todo esse dinheiro pela Internet de uma forma extremamente menos segura do que se você usasse proteção online. 

2. Crie senhas fortes  

Você ouve essa frase o tempo todo e por um bom motivo: senhas fortes e exclusivas são uma das melhores defesas contra hackers. Nunca as reutilize (ou pequenas alterações delas) nas diferentes plataformas e serviços que você usa. Não se esqueça de atualizá-las regularmente (ou seja, pelo menos a cada 60 dias)! Embora isso pareça muito trabalhoso, um gerenciador de senhas pode dar conta de tudo para você. E se a sua plataforma ou serviço oferecer o uso de autenticação de dois fatores, aproveite-o. É uma camada adicional de segurança que dificulta a ação dos criminosos. 

3. Mantenha-se atualizado com suas atualizações

As atualizações costumam aparecer em nossos telefones e computadores quase todos os dias. Resista ao impulso de adiá-las para mais tarde. Além de fazer melhorias, as atualizações geralmente incluem importantes correções de segurança.Portanto, quando você receber um alerta para seu sistema operacional ou aplicativo em seus dispositivos, vá em frente e atualize. Pense nisso como se você estivesse adicionando outra linha de defesa contra hackers que procuram explorar falhas antigas em seus aplicativos.  

4. Pense duas vezes ao compartilhar algo

As redes sociais são um dos lugares onde os hackers coletam informações pessoais porque os usuários às vezes compartilham mais do que deveriam. Com informações como seu aniversário, o nome da sua primeira escola, o nome de solteira da sua mãe ou até mesmo a marca do seu primeiro carro, eles podem responder a perguntas de segurança comuns para invadir suas contas. Mude as configurações de privacidade em suas contas para que somente amigos e familiares possam ver suas publicações. Saiba que a melhor defesa nesse caso é não publicar nenhuma informação possivelmente confidencial. Além disso, evite aqueles “questionários” que às vezes aparecem nos feeds das redes sociais. Essas são outras maneiras pelas quais os hackers tentam obter informações que podem colocar sua identidade em risco. 

5. Destrua-o

Apesar de muitos de nós termos deixado de usar contas em papel, o roubo de identidade por meio de escavação no lixo, ou “dumpster diving”, ainda é uma realidade. Exemplos como contas médicas, documentos fiscais e cheques ainda podem chegar à sua caixa postal. Você deverá descartá-los adequadamente quando terminar de usá-los. Primeiro, invista em um destruidor de arquivos. Depois que você depositar aquele cheque online ou pagar aquela conta estranha, rasgue-o para que as informações pessoais ou da conta não possam ser lidas (e possam ser recicladas com segurança). Em segundo lugar, se você for sair da cidade por algum tempo, peça a um amigo para recolher suas cartas ou peça à agência dos correios para reter temporariamente suas correspondências. Isso evitará que ladrões peguem informações pessoais diretamente da sua caixa postal enquanto você estiver fora. 

6. Verifique seu crédito  

Mesmo que você não ache que há um problema, verifique seu crédito. O problema é que alguém pode estar cobrando coisas em seu nome sem que você saiba. Dependendo de onde você mora, diferentes agências de relatórios de crédito controlam o crédito das pessoas. Nos EUA, os maiores são Equifax, Experian e TransUnion.Também nos EUA, o Fair Credit Reporting Act (FCRA) exige que essas agências o forneçam uma verificação de crédito gratuita pelo menos uma vez a cada 12 meses.O Canadá, o Reino Unido e outros países também oferecem maneiras de você obter um relatório de crédito gratuito. Analise suas opções. Você pode se surpreender com o que encontrar. 

Como posso saber se minha identidade foi roubada?  

Como acabei de mencionar, a maneira mais rápida de saber o que está acontecendo com sua identidade é verificar seu crédito. O roubo de identidade vai além do dinheiro.

Os criminosos roubam identidades para alugar apartamentos, acessar serviços médicos e até mesmo conseguir empregos. Isso pode aparecer em um relatório de crédito, como quando um endereço desconhecido aparece em uma lista de suas residências atuais e anteriores ou quando uma empresa para a qual você nunca trabalhou aparece como empregador. Se você encontrar algo estranho, rastreie-o imediatamente.

Muitas empresas têm departamentos de fraude com procedimentos em vigor que podem ajudá-lo a limpar seu nome se você encontrar uma cobrança ou serviço cobrado indevidamente em seu nome.

Outros sinais são muito mais óbvios. Você pode encontrar agências de cobrança ligando ou até mesmo ver avisos de impostos aparecendo em sua caixa postal (eca!). Claramente, casos como esses são sinais reveladores de que algo está realmente errado. Nesse caso, informe o fato imediatamente:

Da mesma forma, muitos países oferecem serviços governamentais semelhantes.Uma rápida pesquisa o indicará o caminho correto.

Outra medida que você pode tomar é pedir a cada agência de crédito que congele seu crédito, o que impede que criminosos usem suas informações pessoais para abrir novas linhas de crédito ou contas em seu nome.Os alertas de fraude também oferecem outra linha de proteção e você pode saber mais sobre alertas de fraude aqui. 

Mantendo sua identidade digital em suas mãos

Com tantas informações que compõem sua identidade digital, uma maneira mais ampla de mantê-la segura é se perguntar: o que poderia acontecer se alguém colocasse as mãos nessas informações? Entender que até mesmo pequenos trechos de informações não seguras podem levar a fraudes ou roubos em seu nome ajuda – até mesmo uma conta não rasgada ou um cheque de reembolso de alguns dólares pode dar a um bandido a peça chave do quebra-cabeça. Você pode manter sua identidade digital segura deixando essas informações longe das mãos de outras pessoas.  

FacebookLinkedInTwitterEmailCopy Link

Mantenha-se atualizado

Siga-nos para se manter atualizado sobre a McAfee e ficar por dentro das mais recentes ameaças à segurança móvel e do consumidor.

FacebookTwitterInstagramLinkedINYouTubeRSS

Mais de Privacidade e Proteção de identidade

Back to top