7 maneiras de detectar se um site ou e-mail é falso

No mundo de hoje, parece que golpistas tentam nos atingir de todas as formas: e-mails e mensagens suspeitas, sites falsos, mensagens de phishing, chamadas telefônicas estranhas, entre outros. Tudo isso com o intuito de se apoderarem de nossas informações e bens. Nesse contexto, é preciso aprender a detectar se um site ou e-mail é falso.

Felizmente, há alguns sinais e indicações que o ajudam a descobrir se está sendo enganado. A seguir, apresentamos 7 maneiras de detectar se um site ou e-mail é falso. 

  1. Verifique se a URL está incorreta. Se você tentar acessar um site específico, como seu banco ou uma loja on-line popular, mas vê um site com um endereço web ligeiramente diferente, isso é um sinal de que se trata de um site falso. Ao criar um site imitando um original, fraudadores esperam que você insira dados pessoais e de pagamento sem perceber. Há várias formas de se proteger contra esse esquema:  
    • Se estiver usando um computador, passe o mouse sobre o link da URL para obter uma pré-visualização na barra de status. Em seguida, verifique se o link do site é o mesmo da URL verdadeira. Por exemplo, caso receba um e-mail de “North Bank” e o link não redirecioná-lo para www.northbank.com, mas sim para sites como www.banking-north.com, não clique.
    • Se estiver usando um dispositivo móvel, use uma pré-visualização do link para ver a URL real antes de clicar.
    • Você também pode usar McAfee® WebAdvisor tanto em computadores quanto dispositivos móveis, para verificar se os links acessados são seguros.
    • Verifique se o endereço da web começa com “https” e não apenas “http”, o que seria uma indicação de que a página é segura. Também é possível verificar se o site exibe uma marca de confiança como a McAfee SECURE. 
  1. Verifique o endereço de e-mail do remetente. Também é possível verificar quem enviou a mensagem através do endereço de e-mail do remetente. O e-mail pode afirmar ser do North Bank, mas o endereço do remetente pode ser algo fora do comum como northbank@hotmail.com. O remetente não deve estar usando uma conta de e-mail pública como Hotmail, Gmail ou Yahoo! caso afirme ser de uma empresa verdadeira. 
  2. Verifique a forma de cumprimento. Mensagens que começam por “Prezado(a)” ou “Estimado(a) cliente” também devem levantar suspeitas. Remetentes com os quais você tem um relacionamento geralmente vão se dirigir a você pelo seu nome. 
  3. Verifique se há imagens de baixa resolução ou erros de digitação. Erros ortográficos ou gramaticais são outra indicação de que a mensagem ou site é falso. Outra indicação são imagens de baixa qualidade do logotipo da empresa ou outros gráficos. 
  4. Suspeite de solicitações intrometidas. Seu banco não solicitará seu código PIN ou dados de cartão de crédito por e-mail ou mensagem de texto. Nem vão ligar diretamente para você solicitando a confirmação de dados da conta. O mesmo se aplica para a Receita Federal. E-mails falsos da Receita Federal afirmando que pessoas estão devendo impostos são cada vez mais comuns. A Receita Federal sempre envia avisos oficiais pelo correio. 
  5. Em caso de dúvida, vá direto à fonte. Caso tenha dúvidas se uma solicitação é real ou não, entre em contato diretamente com a instituição usando o endereço de e-mail/web ou o número de telefone oficial.  

Casos em que alguém que você conhece solicita por e-mail informações sensíveis e pareça vir de um endereço verdadeiro, podem envolver spoofing. Fale diretamente com a pessoa para confirmar que de fato enviaram a solicitação por e-mail. 

Este truque é cada vez mais usado como parte da “fraude de CEOs”: hackers replicam o endereço de e-mail de pessoas reais em um ambiente de trabalho, como um diretor executivo ou de RH, e solicitam dados sensíveis, como o número do CPF e o valor do salário de funcionários. Como parecem vir de autoridades, os destinatários costumam responder e informar os dados solicitados. 

Quer ver mais dicas e tendências de segurança? Fique atento aos artigos publicados neste blog, além de seguir nossa redes sociais.

 

FacebookLinkedInTwitterEmailCopy Link

Mantenha-se atualizado

Siga-nos para se manter atualizado sobre a McAfee e ficar por dentro das mais recentes ameaças à segurança móvel e do consumidor.

FacebookTwitterInstagramLinkedINYouTubeRSS

Mais De Dicas e truques de segurança

Back to top