Como evitar as fraudes da Black Friday e da Cyber Monday

Com o aumento de compras da Black Friday e da Cyber Monday, chega uma enxurrada de promoções e ofertas, algumas das quais demasiado boas para serem verdadeiras. Infelizmente, nestes casos tornam-se muitas vezes esquemas fraudulentos, geridos por golpistas que procuram tirar partido do frenesim das compras. Neste artigo, vamos discutir algumas das mais notórias fraudes da Black Friday e da Cyber Monday a que deve estar atento.

Compreender as fraudes

Os golpistas são manipuladores habilidosos que sabem como distorcer as emoções humanas em seu proveito. Criam um sentimento de urgência, de medo ou de stress, que se intensifica durante a época festiva. Como as pessoas se esforçam para conseguir as melhores ofertas e artigos difíceis de obter, muitas vezes baixam a guarda, o que as torna alvos fáceis para estes golpistas. Saber como identificar estas fraudes é o primeiro passo para se proteger de se tornar uma vítima.

Principais fraudes de compras online a evitar

Quer seja um comprador online experiente ou esteja apenas a começar, este guia ajudá-lo-á a identificar as principais fraudes de compras online atuais e a estar um passo à frente para desfrutar de uma experiência de compras mais segura e protegida:

1. Golpe da encomenda falsa

Como toda a gente se apressa a agarrar as melhores ofertas durante a época festiva, manter o controlo de todas as encomendas pode ser um desafio. Os golpistas aproveitam esta situação para enviar falsas confirmações de encomendas por correio eletrónico ou SMS. Estas confirmações aparentemente legítimas contêm frequentemente malware ou ligações de phishing que os golpistas utilizam para roubar a sua identidade. A melhor estratégia é seguir as suas encomendas diretamente a partir do site ou da plataforma do vendedor.

2. Golpe do falso número de rastreio

À semelhança do golpe da encomenda falsa, os golpistas enviam notificações falsas de rastreio de encomendas como anexo de correio eletrónico ou ligação. As lojas reais nunca enviarão números de rastreio através de um anexo. Os golpistas utilizam estas tácticas para infetar o seu dispositivo com malware ou para o encaminhar para sites de phishing. Como sempre, visite o site do vendedor’para obter informações exactas sobre o seguimento da sua encomenda.

3. Golpe do falso Website

Os golpistas são peritos em criar endereços de correio eletrónico e URL falsos que se assemelham aos de empresas legítimas. Estes e-mails de phishing conduzem frequentemente a sites fraudulentos que capturam as suas credenciais de início de sessão e informações de pagamento. Evite clicar em ligações de correio eletrónico. É mais seguro escrever o URL manualmente e procurar ofertas.

A cavar mais fundo: 7 formas de saber se é falso

4. Golpe da oferta especial

A escassez é uma ferramenta privilegiada para os golpistas. Criam Web sites falsos que oferecem artigos populares que são geralmente difíceis de encontrar. Estas fraudes podem levar a que pague por um produto que nunca receberá e a que o golpista tenha os seus dados de pagamento. A Direção-Geral do Consumidor (DGC) fornece análises úteis para ajudar a verificar a legitimidade de um produto ou vendedor.

5. Golpe da falsa caridade

Durante a época festiva, há um aumento dos donativos de caridade e os golpistas conhecem esta tendência. Criam instituições de caridade falsas e utilizam táticas de alta pressão para o levar a fazer um donativo. Desconfie de organizações que só aceitam pagamentos através de cartões oferta, transferências electrónicas ou criptomoedas. A Direção-Geral do Consumidor oferece recursos para garantir que os seus donativos chegam a instituições de caridade legítimas.

Evite as fraudes da Black Friday e da Cyber Monday

No meio do turbilhão de poupanças e ofertas especiais, há uma preocupação oculta que todos os compradores experientes devem ter em conta: as fraudes. Proteger-se de potenciais golpes durante esta época de compras é fundamental. Existem várias estratégias disponíveis para o ajudar a manter-se um passo à frente dos potenciais golpistas e garantir uma experiência de compras segura e bem sucedida durante a Black Friday e a Cyber Monday. Eis algumas estratégias que pode seguir:

Dê preferência às lojas online conhecidas e legítimas

Uma das formas mais simples de evitar os golpistas é fazer compras em lojas online conhecidas e com boa reputação. Se não tiver a certeza sobre uma loja online, a Direção-Geral do Consumidor fornece recursos para o ajudar a pesquisar a sua reputação.

Procure o ícone do cadeado no seu browser quando faz compras

Os Web sites seguros começam por “https”, com o “s” extra a significar “seguro”. É frequente ver um ícone de cadeado na barra de endereço do seu browser. Se não vir estes indicadores de segurança, evite fazer compras nesse Web site.

Dica profissional da McAfee: Quando está a visitar um site, é importante manter o seu radar atento a algumas pistas essenciais que lhe dizem se é seguro ou não. Claro que já falámos sobre o “https” no endereço Web, mas também há outros sinais, como ícones e símbolos falsos, a estrutura do Web site, a rapidez com que carrega, e uma série de outras coisas. Quer saber mais sobre como verificar se um Web site é verdadeiro ou não? Veja como saber se um Web site é seguro.

6. Golpe dos falsos descontos

Nesta fraude, os golpistas atraem as vítimas com anúncios que oferecem descontos significativos em produtos populares. Estes anúncios contêm normalmente uma ligação que o redireciona para um site fraudulento, onde as suas informações pessoais e financeiras são roubadas. Confirme sempre os preços oferecidos com os dos sítios Web do fabricante ou de lojas online conhecidas. Além disso, verifique se o vendedor fornece informações de contacto completas. A falta de informação ou um Web site recentemente registado deve levantar suspeitas.

7. Golpe de troca de prendas nas redes sociais

Durante a época festiva, é frequente surgir nas redes sociais um golpea de troca de prendas. A ideia é simples: compra um presente no valor de uma determinada quantia, normalmente 10 euros, e supostamente recebe vários presentes em troca. No entanto, a única pessoa com benefícios é o golpista que iniciou a fraude. Este tipo de golpe não só é enganador como também é ilegal. Se encontrar um golpe deste tipo nas redes sociais, denuncie-o imediatamente.

A cavar mais fundo: 6 dicas para proteger as suas contas nas redes sociais

8. Golpe dos cartões oferta

Os golpistas adoram um cartão oferta! Utilizam e-mails ou mensagens de texto para o levar a pensar que recebeu um cartão presente de um amigo ou familiar. Estas mensagens contêm frequentemente ligações que, quando clicadas, instalam malware no seu dispositivo ou roubam as suas informações pessoais. Verifique sempre a fonte antes de clicar em qualquer ligação. E lembre-se, se um negócio parecer demasiado bom para ser verdade, provavelmente o é.

9. Golpe da loja online inexistente

Tenha cuidado com os novos sítios de comércio eletrónico que oferecem artigos populares com grandes descontos. Os golpistas criam frequentemente sítios de comércio eletrónico falsos que desaparecem depois de recolherem o dinheiro das suas vítimas. Pesquise sempre a reputação do vendedor antes de efetuar uma compra. Se não conseguir encontrar quaisquer críticas ou comentários sobre o vendedor, é melhor evitar o risco.

A cavar mais fundo: 8 formas de saber se as lojas online são seguras e legítimas

10. Golpe do smishing

O smishing é um esquema em que os autores de fraudes enviam mensagens de texto fazendo-se passar por empresas respeitáveis para enganar as pessoas e levá-las a revelar informações pessoais. Durante a época festiva, estas mensagens estão frequentemente ligadas a uma suposta oferta ou presente. No entanto, a ligação conduz normalmente a um site fraudulento concebido para roubar os seus dados. Trate as mensagens impressas não solicitadas com cautela e nunca clique em ligações suspeitas.

Considerações finais

Embora a época festiva traga alegria e entusiasmo, também aumenta as fraudes em compras online. Os golpistas utilizam uma variedade de táticas, incluindo falsas confirmações de encomendas, números de rastreio falsos, Web sites falsos e lojas online inexistentes, para enganar as suas vítimas. Para se proteger, verifique sempre a fonte antes de clicar em qualquer ligação, pesquise os vendedores antes de comprar e evite ofertas que pareçam demasiado boas para serem verdadeiras. Se estiver atento e tomar precauções, pode navegar em segurança durante o frenesim das compras de fim de ano e evitar ser vítima destas fraudes da Black Friday e da Cyber Monday. E, claro, não se esqueça de equipar os seus dispositivos com soluções de segurança para melhorar ainda mais a sua proteção, privacidade e finanças.

FacebookLinkedInTwitterEmailCopy Link

Mantenha-se atualizado

Siga-nos para se manter atualizado sobre a McAfee e ficar por dentro das mais recentes ameaças à segurança móvel e do consumidor.

FacebookTwitterInstagramLinkedINYouTubeRSS

Mais De Privacidade e Proteção de identidade

Back to top