Quais são os riscos de clicar em ligações maliciosas?

Um simples clique numa ligação não pode causar problemas, certo? Errado.

Não importa se fecha rapidamente uma janela. Não importa se apenas dá uma espreitadela rápida e não toca em mais nada enquanto está numa página Web de risco. Muitas vezes, um simples clique numa única ligação pode comprometer o seu dispositivo, a sua privacidade online e até a sua identidade.

Aqui está tudo o que precisa de saber para evitar ligações maliciosas e os vírus, malware e outros problemas que estas podem conter.

O que é uma ligação perigosa?

Uma ligação perigosa é qualquer ligação que o redireciona para uma página Web inesperada. Muitas vezes, estas páginas Web induzem os visitantes a divulgar informações pessoais ou transferem ficheiros maliciosos (vírus, malware, spyware, etc.) para os dispositivos.

Embora apareçam frequentemente em mensagens de correio eletrónico e textos de phishing, as ligações perigosas podem surgir em qualquer lugar: nas redes sociais, em secções de comentários ou em Web sites perigosos.

O que acontece se clicar numa ligação perigosa?

Alguns truques desagradáveis, vírus e malware podem estar escondidos atrás de ligações perigosas. Tudo o que precisa para cair num golpe cibernético é clicar numa ligação. Por exemplo, uma ligação maliciosa pode levá-lo a uma página de início de sessão falsa.

Esta é uma forma de um golpista roubar o seu nome de utilizador, palavra-passe ou respostas às suas perguntas de segurança. Em vez de entrar na sua conta bancária ou numa conta de compras online, está na realidade a entregar as suas credenciais de acesso a um golpista. A partir daí, podem entrar nas suas contas, fazer compras em seu nome ou roubar as suas informações pessoais identificáveis (PII) sensíveis associadas à sua conta.

Se uma ligação perigosa transferir um vírus ou malware para o seu dispositivo, os efeitos podem variar. Alguns vírus paralisam o seu dispositivo e limitam seriamente o seu poder de processamento. O malware para telemóveis é uma vasta categoria de software malicioso e chega frequentemente aos dispositivos através de ligações infectadas. O malware pode espiá-lo, vigiar as suas teclas, ligar o seu dispositivo a uma rede de bots e, em geral, comprometer o seu dispositivo e as informações que armazena.

Como pode se afastar das ligações perigosas?

Para evitar ligações perigosas, tem de abrandar e pensar antes de clicar em qualquer coisa. Os golpistas disfarçam as suas ligações maliciosas para parecerem legítimas, tornando-as difíceis de detetar. Ferramentas de inteligência artificial como o ChatGPT e o Bard estão a tornar as correspondências de phishing mais credíveis do que as tentativas de há alguns anos. Se for demasiado rápido, pode cair em esquemas que normalmente detectaria se estivesse a levar o seu tempo.

Eis algumas sugestões que ajudarão a manter o seu dispositivo e as suas informações pessoais longe das mãos dos cibercriminosos.

  1. Olhe antes de agir. Antes de clicar em qualquer ligação, pré-visualize-a para se certificar de que está a ser redirecionado para onde espera. Para pré-visualizar uma ligação no telemóvel, toque sem soltar na ligação. Verifique se existem erros de digitação ou sequências de letras e números muito longas e complicadas.
  2. Seja cético. Parece pessimista, mas reserve um pouco de ceticismo para cada “negócio incrível”, “história inacreditável” ou “transferência gratuita” que encontra online. O facto de uma “empresa” anunciar no Facebook não significa que seja uma organização legítima. O seu negócio pode não ser a venda de t-shirts, mas sim o phishing de informações pessoais. Os golpistas escondem frequentemente as suas ligações maliciosas por detrás de um clickbait (caça-cliques).
  3. Evite Web sites perigosos. Faz sentido que os Web sites perigosos tenham links perigosos. Pratique modos de transferência seguros e seja extremamente cuidadoso com os Web site que visita. Evite os hubs de conteúdos pirateados, uma vez que são frequentemente um paraíso de ligações perigosas. Uma ferramenta de navegação segura, como o McAfee WebAdvisor, pode alertá-lo quando estiver a entrar em território duvidoso.

Que ferramenta pode dar-lhe paz de espírito?

A proteção antifraude da McAfee (disponível em determinados mercados) combate links maliciosos com alertas proativos e proteção automática, baseados em inteligência artificial. Quanto mais o utilizar, mais inteligente se torna a proteção antifraude da McAfee. Quando deteta uma ligação fraudulenta nos seus textos, e-mails ou nas redes sociais, a proteção antifraude da McAfee alerta-o automaticamente para esse facto.

Além disso, se clicar acidentalmente numa ligação fraudulenta, a aplicação bloqueia o carregamento da página Web maliciosa, protegendo o seu dispositivo e a sua privacidade online contra invasores. A confiança na sua capacidade de evitar ou bloquear ligações perigosas contribuirá muito para diminuir qualquer desconforto para navegar pelas comodidades e entretenimento que a Internet oferece. 

FacebookLinkedInTwitterEmailCopy Link

Mantenha-se atualizado

Siga-nos para se manter atualizado sobre a McAfee e ficar por dentro das mais recentes ameaças à segurança móvel e do consumidor.

FacebookTwitterInstagramLinkedINYouTubeRSS

Mais De Segurança da Internet

Back to top